jusbrasil.com.br
16 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    Roberto Costa defende soberania da população de Guimarães

    O deputado Roberto Costa (PMDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na última segunda-feira (17), para sair em defesa da população do município de Guimarães. Na manhã desta segunda, cerca de 200 pessoas se reuniram em frente ao Tribunal de Justiça do Maranhão para se manifestar contrários à decisão do juiz Paulo de Assis Ribeiro, titular da 30ª Zona Eleitoral, que determinou nova eleição majoritária em Guimarães já que o retardamento da substituição ocorreu, segundo o magistrado, em grave abuso de direito.

    Costa ressaltou que Nilce Farias, prefeita eleita de Guimarães, foi substituída dentro do prazo legal e que o magistrado em questão é suspeito para julgar o caso, em face de sua proximidade com o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, Antonio Guerreiro Junior, esposo da candidata que recorreu do pleito, Mary Jane Guerreiro.

    Aqui eu não estou desmerecendo o Poder Judiciário. Mas o fato é que existe uma proximidade muito grande do doutor Paulo de Assis Ribeiro com o presidente do Tribunal de Justiça, Antonio Guerreiro Junior, que é um dos maiores interessados no processo, já que a sua esposa, a senhora Mary Jane Guerreiro, foi a candidata que perdeu a eleição e recorreu da vontade do povo, com a ação na Justiça para tentar reverter o pleito, afirmou Roberto

    Costa.

    O parlamentar afirmou ainda que a vontade do povo é soberana, e que em pleno regime democrático não se pode admitir que a decisão do povo seja desrespeitada. O povo é soberano, integramos um Estado Democrático de Direito, por isso não podemos simplesmente desrespeitar a vontade da população que votou e elegeu a prefeita Nilce Farias. Eu enquanto

    representante da população, fico ao lado do povo. Nós esperamos que o TER respeite a vontade da população, finalizou Costa.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)