jusbrasil.com.br
17 de Setembro de 2019
    Adicione tópicos

    Adriano relata denúncias contra Caema e UPAS e pede estação de ginástica para Paço do Lumiar

    Na sessão desta quarta-feira (11), o deputado Adriano (PV) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa para relatar visitas que fez ou denúncias de que teve conhecimento, no final da semana passada, em São Luís, contra a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), a Secretaria de Estado de Segurança Pública e as Unidades de Pronto Atendimento em Saúde (UPAS).

    Ele pediu também a instalação de uma estação de ginástica na Comunidade Renascer, em Sítio Natureza (Paço do Lumiar).

    De acordo com o parlamentar, suas primeiras ações foram as visitas que fez aos bairros do Monte Castelo e Fé em Deus. “Em minhas andanças por esses bairros, conversei com vários moradores para saber dos problemas, dos anseios de cada um deles, da comunidade de forma geral, e detectamos alguns pontos importantes. Em primeiro lugar, um problema grave, gravíssimo, de falta de água, falta de água principalmente no Monte Castelo”, relatou.

    Adriano disse que encontrou famílias que passam dias sem água e outras cujas casas não têm água por meses. “Elas são obrigadas a tomar banho e fazer as suas necessidades nas casas de vizinhos. Ou seja, isso aí muitas vezes também foi resultado de obras inacabadas da Caema, resultado de anos de descaso do governo estadual. Muitas dessas casas precisam ter até mesmo uma bomba, uma bomba para puxar a água da rua, água da Caema. E nós todos sabemos que essas bombas consomem muita energia e essa energia é muito cara. Sabemos que o Maranhão é o Estado que tem a conta de energia mais cara do Brasil”, afirmou.

    Ligação imediata

    O deputado classificou o episódio de “um verdadeiro absurdo” e disse que apresentou uma Indicação, já publicada ontem no Diário Oficial da Assembleia Legislativa, de nº 1.174 de 2019, solicitando ao governador Flávio Dino (PCdoB) e ao presidente da Caema, Carlos Rogério, “restabelecer, imediatamente, um abastecimento digno, um abastecimento constante de água no bairro do Monte Castelo”.

    Por conta da reclamação da população local contra a falta de segurança, o deputado contou que apresentou a Indicação 1.177/2019 ao governador e também ao secretário de Segurança, Jefferson Portela, solicitando a garantia de mais segurança pública no bairro Monte Castelo.

    “Estivemos também no bairro Fé em Deus, especialmente, na Rua Rachid Abdalla. Aquela rua está complemente acabada, esgoto a céu aberto. Fizemos a Indicação 1.176. Desta vez ao governador Flávio Dino e também ao prefeito Edivaldo Holanda e também ao secretário estadual, Senhor Clayton Noleto Silva, para restabelecer e revitalizar a Rua Rachid Abdalla, no bairro Fé em Deus”, disse.

    Em relação a Paço do Lumiar, o deputado Adriano revelou que deu entrada na Indicação 1.175, pedindo a construção de uma estação de ginástica na Comunidade Renascer, em Sítio Natureza. “Precisamos incentivar o esporte, o bem-estar da população. E solicitamos aqui tanto ao Governo do Estado quanto também à Prefeitura de Paço do Lumiar, que sabemos que se encontra em uma situação calamitosa, mas é de nossa obrigação cobrar do poder público”, afirmou.

    Demissões nas UPAS

    O parlamentar disse que, na segunda-feira (9) de manhã, participou de uma reunião na Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão. “Eu como deputado de oposição, vou e freqüento as Secretarias do Estado, porque o meu lado não é o lado A ou lado B, lado de grupo A ou B. O meu lado é o lado do povo. Então, atendendo a um anseio não de sindicatos, mas das enfermeiras, das técnicas de enfermagem, dos profissionais de saúde, dos motoristas das UPAs, das pessoas que trabalham no almoxarifado, por exemplo, atendi ao pedido dessas pessoas para ir a uma reunião, na Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão”, detalhou.

    O deputado contou que se reuniu com a secretária adjunta para tratar do caso das UPAS, uma vez que mais de 128 pessoas foram demitidas das UPAs de São Luís e do interior, entre motoristas, enfermeiras e técnicos de Enfermagem. “Não é a primeira vez que eu subo nesta tribuna para relatar o descaso com a saúde do Estado do Maranhão. Vamos continuar cobrando, vamos cobrar o resultado dessas visitas. A Secretaria de Saúde ficou de agendar com cada categoria. Disse que esta Casa ia cobrar a partir da Comissão de Saúde e vamos cobrar a agenda dessa reunião”, finalizou.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)