jusbrasil.com.br
14 de Dezembro de 2019
    Adicione tópicos

    Rigo Teles denuncia descaso do poder público municipal de Barra do Corda com o futebol

    O deputado Rigo Teles (PV) subiu à tribuna, na sessão desta quinta-feira (14), para denunciar o descaso do poder público municipal de Barra do Corda com o futebol amador. Segundo o deputado, o time do Cordino Sub-23 jogou com o São Mateus, na quarta-feira (13), de portões fechados por falta de um laudo que atestasse a segurança do Estádio Leandrão.

    “Infelicidade e tristeza de ver isso acontecer na nossa cidade. Por falta de responsabilidade e compromisso do poder público, por falta de amor aos desportistas, principalmente ao Cordino, que já tem abrilhantado muito o Maranhão, um orgulho dos maranhenses, que já abrilhantou, também, nos jogos fora do estado, como no Campeonato Nacional, na Copa Nordeste”, afirmou Rigo Teles.

    De acordo com Rigo, os torcedores, revoltados, iam até o estádio e voltavam. E muitos ainda tiveram coragem de subir nas lajes das casas e nas árvores para assistirem ao jogo, correndo o risco de morte.

    Segundo o parlamentar, o poder público municipal é o principal responsável, pois o estádio Leandrão é municipal, pertence ao município de Barra do Corda, “e fez essa vergonha a todos os torcedores barra-cordenses e ao Maranhão”.

    Rigo Teles disse ter presenciado o prefeito Miltinho, de São Mateus, acompanhando o seu time no jogo desta quarta-feira, incentivando e dando força e coragem aos jovens, porque o maior patrono do time é a Prefeitura, é o município, no caso São Mateus.

    “E lá em Barra do Corda, para acompanhar o Cordino, somente os torcedores em cima de árvores, em cima de lajes, nos tetos das residências para assistirem ao jogo. O prefeito de São Mateus estava, mas o de Barra do Corda não estava presente, nem sequer um representante da Prefeitura de Barra do Corda. A Secretaria de Esporte fecha os olhos, cruza os braços para o Cordino”, ressaltou.

    Rigo Teles destacou que há cerca de 15 dias foi procurado pelo Cordino Sub-23 para ajudar na alimentação dos garotos e, imediatamente, autorizou o supermercado a fornecer a alimentação. “E assim estou fazendo. E disse a eles que vou ajudar o time, porque tenho amor pela nossa população, pelo povo de Barra do Corda e pelo esporte também de Barra do Corda”, ressaltou.

    Finalizando seu discurso, Rigo Teles alertou que da mesma forma que aconteceu nesta quarta-feira, corre o risco de acontecer no próximo domingo, quando o Cordino irá jogar contra o Pinheiro, também em Barra do Corda, no Leandrão.

    “Será que, mais uma vez, não vai ter o laudo de segurança para encaminhar à Federação Maranhense de Futebol a fim de que libere o estádio e a torcida de Barra do Corda, os amantes do esporte, possam ir lá torcer para o seu querido time, que é o Cordino?”, questionou Rigo na tribuna.

    E complementou: “É lamentável chegarmos aqui a esta tribuna para levar um fato desse. Isso é vergonhoso para o município, isso é vergonhoso para o Poder Público municipal, para a Secretaria de Esporte de Barra do Corda. Vejam como estão esses jovens. Ontem, desmotivados, perderam de 2 a 0 para o São Mateus. E da mesma forma como estão desmotivados, correm o risco de, também, perder para o Pinheiro”.

    Rigo Teles colocou-se à disposição do Cordino, garantindo a alimentação dos jogadores e de qualquer coisa que o time precise e que esteja ao seu alcance. Reafirmou não aceitar o desmando que vem acontecendo no município e que o poder público municipal tenha dado as costas para o esporte de Barra do Corda.

    “Foi meu pai que muito abrilhantou e fez crescer o Cordino, time que tanto já nos orgulhou e ainda nos orgulha, mas o município está dando as costas e é uma vergonha para o futebol do Maranhão. É lamentável, fico triste com essa cena. Espero que o prefeito não faça mais isso, tome as providências, mande fazer o laudo de segurança do estádio e encaminhe para a Federação Maranhense de Futebol”, acrescentou.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)