jusbrasil.com.br
30 de Maio de 2020
    Adicione tópicos

    Antônio Pereira destaca ações do Executivo e Legislativo para combater pandemia

    O deputado Antônio Pereira (DEM) votou a favor da aprovação do Projeto de Decreto 002/2020, em que o Executivo Estadual pede o reconhecimento do estado de calamidade pública no Maranhão com efeitos até 31 de dezembro, devido às medidas preventivas face à pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

    A apreciação, votação e aprovação do projeto do decreto foram feitas na terça-feira (24), durante a Sessão Extraordinária com Votação Remota por Videoconferência, uma iniciativa inédita na história da Assembleia Legislativa do Maranhão, comandada pelo presidente Othelino Neto (PC do B).

    Para Antônio Pereira, o decreto é de suma importância. “Pois temos uma questão local, do Maranhão, onde 29 cidades foram atingidas pelas fortes chuvas e enchentes. Não me recordo de, nesta geração, termos vivido uma crise tão profunda e ampla quanto a que estamos vivendo no mundo”, comentou.

    O deputado prosseguiu: “Nós temos uma problema de saúde nacional, que é o H1N1, e outra mundial, com o coronavírus. Eu me preocupo muito com essa questão do novo coronavírus, porque terá repercussões na questão da saúde pública e, também, desdobramentos econômicos”.

    Ações e prevenções

    Antônio Pereira destacou as ações das autoridades maranhenses, em especial do governador Flávio Dino (PCdoB), do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, e do Poder Judiciário, que mostram grande preocupação e tomam atitudes importantes, no que diz respeito à prevenção e assistência à saúde da população.

    “Temos, atualmente, três coisas a fazer: primeiro é ter cuidado com a higiene; segundo, o isolamento social, para que não haja propagação; e terceiro, a oração. Além disso, há a questão da prevenção, incluindo a assistência das autoridades de saúde. O governador, por meio de uma ação mais ampla, faz um grande trabalho”, afirmou o parlamentar.

    Na ocasião, Antônio Pereira destacou também o trabalho do Poder Legislativo Estadual. “Por meio do presidente Othelino Neto (PCdoB), os deputados fizeram um trabalho ímpar, quando decidiram comprar 50 respiradores e 200 mil cestas básicas para distribuir à população mais vulnerável”, disse.

    Por fim, elogiou o trabalho dos profissionais da área de saúde, representados pelo Conselho Regional de Medicina, associações médicas e sindicatos. “Acredito que levaremos acima de quatro meses para realmente debelar, diminuir e fazer com que haja um equilíbrio nessa questão do coronavírus”, concluiu.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)